RUA CASSIMIRO DE ABREU Nº350 - PORTA DO CEU

AQUI A PALAVRA DE DEUS É VIVA

Confrontando os inimigos da fé frutífera

Texto: II Tm 4:6-8 – Mt 13:18-23

 

Objetivo: Conhecer três inimigos de uma fé viva que produz muitos frutos e aprender a confrontá-los com as armas de Deus.

 

Diferentemente do Apóstolo Paulo, muitas pessoas ouvem a palavra de Deus mas não conseguem ir até o final, não conseguem frutificar como Deus quer e alguns não conseguem sequer iniciar a caminhada. Com base na parábola do semeador, vamos destacar três inimigos da fé e confrontá-los com a verdade.

 

1) Ausência de conhecimento e revelação

Vemos que o primeiro tipo de solo representa a pessoa que ouve a palavra de Deus mas, não entende, por isso o diabo rouba a palavra semeada. Se uma pessoa não busca o conhecimento da palavra de Deus ela jamais vai desenvolver a fé e dar frutos. Mas Jesus enfatiza algo mais profundo, a questão do entendimento. Entendimento quer dizer revelação, isto é, um entendimento espiritual e não apenas o conhecimento humano da bíblia. Deus e o seu reino só podem ser entendidos por meio de uma revelação pessoal das escrituras, um entendimento dado pelo Espírito Santo, que ilumina a mente para entender as coisas do alto.

Como confrontar:

- Busque o entendimento, a revelação – Ef: 1:17-18 – Mt 11:27

- Humildade para aprender – Mt 11:25

- Desejo sincero de crescer – Mt 13:14-15

 

2) Superficialidade e vida de aparência

A segunda semente da parábola representa a superficialidade religiosa. São aqueles que ouvindo a palavra começam a caminhada, cheios de alegria, mas não aprofundam o compromisso com Deus e por isso acabam desistindo. Eles só vão até certo ponto com Deus e por isso não tem profundidade e não dão frutos que permaneçam. São pessoas que apresentam falhas graves de caráter e não se abrem para mudança, não querem se comprometer com a igreja do Senhor (batismo e dízimo) e tem dificuldade nas disciplinas espirituais básicas.

Como confrontar:

- Exercitando a oração, meditação e louvor contínuos a Deus.

- Comprometer-se com a Igreja.

- Assumir o compromisso de viver a palavra, ser intenso e não superficial.

 

3)Vencer a sedução do mundo

O terceiro inimigo é o mundo com suas paixões e riquezas. Muitos são seduzidos e sufocados pelas coisas desta vida e naufragam na fé. São pessoas que não estão dispostas a renunciar, abrir mão do que atrapalha a caminhada, por isso ficam presas ao mundo, aos relacionamentos, aos objetivos pessoais e ao materialismo.       Elas amam mais as coisas deste mundo do que as eternas e não exercem a fé capaz de entregar o futuro nas mãos de Deus, preferem se agarrar ao presente.

Como confrontar

- Clamar a Deus por arrependimento verdadeiro que nos faça odiar o mundo.

- Incluir-se na cruz de Jesus e renunciar a tudo que atrapalhe a caminhada. Mt 10:38

- Colocar a fé em exercício dia após dia. – I Jo 5:4