RUA CASSIMIRO DE ABREU Nº350 - PORTA DO CEU

AQUI A PALAVRA DE DEUS É VIVA

Outro dia, em Jericó, dois cegos pegam seus trapos, suas bengalas, seu recipiente para recolher esmolas e mesmo sem nada enxergar os dois saem, um guiando o outro pela estrada, rumo a sua posição a beira do caminho na entrada da cidade, onde muitas pessoas passavam e algumas tinham misericórdia e acabavam dando-lhes uma esmola.

Mas aquele dia seria diferente na vida dos dois, nem de longe eles imaginavam que aquela era a ultima vez que se arrumariam para mendigar, que tropeçariam pelas pedras da rua, que seriam humilhados por alguns desalmados que passavam por aquele caminho.

Aquele dia o Senhor passaria pessoalmente no caminho e na vida deles para lhes restaurar a visão e a vida da qual eles eram privados por causa da deficiência na visão. De repente uma multidão passa por eles, são pessoas alegres, pessoas relatando sinais e maravilhas que Jesus teria operado pelo caminho, se eles tivessem olhos para ver, acredito que teriam olhado uma para o outro e dito: “Hoje é o nosso dia de sorte!!!”

Quando Jesus vai passando os dois começam a gritar: “Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de nós!”, a multidão tenta cala-los: “Não importunem o mestre!”, mas eles não se intimidam e continuam clamando: “Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de nós!”. Jesus para, manda os discípulos trazerem os cegos e quando eles estão em sua presença, como se não soubesse o que eles queriam Ele pergunta: “Que queres que eu vos faça?” “Mestre, queremos ver!!” e Jesus os curou ali, sem mais nem menos

Meu amado irmão, minha amada irmã, o mesmo Jesus está aí do seu lado, Ele sabe exatamente do que você precisa, mas está esperando que você abra a sua boca e clame pelo seu milagre, não se acanhe se a multidão tenta te atrapalhar, não se intimide se tentam calar tua voz, erga a tua voz e clame, pois o Senhor quer ouvir o seu clamor e dar a sua vitória.